Tell a Friend

Qual a melhor circlagem para o meu caso?



Muitas mulheres se vêem assustadas mediante tantas informações de uma só vez.

Após perder o seu bebê tão esperado, ela recebe a notícia que a causa da sua perda foi devido a insuficiência cervical e que numa futura gestação terá que realizar a circlagem. Ao pesquisar na internet, ela vê que existem diversas técnicas de circlagem e fica confusa. E para variar, os médicos não explicam qual a técnica que utilizarão.


Felizmente, hoje temos este site com matérias voltadas para este assunto, onde as mulheres pesquisam e já chegam aos consultórios munidas de informação e, em alguns casos, infelizmente, mais informadas até que os seus próprios obstetras.


Bem, a maioria dos médicos costuma realizar a circlagem McDonald, que é feita via vaginal, com um ponto somente. O triste é ver que mesmo quando não se tem sucesso na realização desta circlagem, é feita o mesmo tipo de sutura em outra gestação. Médicos especializados na área realizam outra técnica de circlagem quando a anterior falhou.

De qualquer forma, as circlagens mais realizadas são a McDonald e Shirodkar.


Em 1955, Shirodkar descreveu sua técnica de circlagem cervical. Em sua descrição original, as mulheres foram entregues por cesárea eletiva sem a remoção da sutura. Muitos médicos já alteraram o processo Shirodkar de forma que os pontos podem ser identificados e removidos antes de tentar o parto vaginal.

Em 1957, o McDonald descreveu uma técnica de circlagem, que foi de fácil execução. Não há ensaios clínicos controlados comparando qual a circlagem melhor a ser feita, se a Shirodkar ou McDonald. Como tal, a decisão de qual técnica a ser utilizada deve ser deixada a critério do médico.

A seleção cuidadosa da paciente e a experiência do cirurgião são muito mais importantes para o sucesso, do que a escolha da técnica de sutura. No entanto, em certas circunstâncias, uma ou outra técnica pode ser preferível. Por exemplo, se colo do útero de uma mulher é muito curto ou dilacerado, uma circlagem Shirodkar pode ser tecnicamente mais fácil de colocar. Consideravelmente mais habilidade é necessária para colocar uma circlagem Shirodkar, e isso pode ser porque é a menos popular do que as duas técnicas comumente empregadas.


Veja nas figuras abaixo como é a cérvix e onde está localizada, e, posteriormente, como é realizada a sutura McDonald e Shirodkar:









Perguntas para o seu obstetra sobre a sua  circlagem


Segue abaixo uma lista de sugestões de perguntas que você pode considerar e discutir com o seu médico, uma vez que ambos decidiram que a circlagem é a escolha certa para você:

1. Que semana de gravidez a circlagem será realizada? (normalmente é realizada entre 12 a 16 semanas de gestação).


2. Que tipo de circlagem você irá colocar (MacDonald, Shirodkar, ou outra).


3. Quantas vezes seu médico irá medir o seu colo através de ultra-som para verificar o encurtamento do colo do útero e do afunilamento?


4. Quais restrições serão colocadas em você após de circlagem? (repouso relativo, repouso absoluto, abstinência sexual, etc).


5. Será realizado um ultra-som dias antes da circlagem a fim de verificar a medida do colo e onde o bebê está posicionado? (Experiência pessoal: eu sempre gostei de saber o tamanho do colo do útero antes das circlagens. Assim, mais tarde eu poderia comparar as medidas e saber o impacto que a circlagem teve no quesito medida do colo).


6. Quem será a pessoa que realizará o ultra-som ao longo da sua gestação? Será um profissional diferente a cada vez? (É preferível que o médico que colocou o ponto, seja o único a verificá-lo em cada consulta).


7. Se você está fazendo tratamento com uma junta médica (num Hospital Escola, por exemplo), perguntar se existe um colega que é especializado em circlagem e que tenha mais experiência, para que você possa conhecê-lo antes e possivelmente fazer a cirurgia com àquele que lhe passe segurança.

 

Erivane de Alencar Moreno

Tell a Friend

 
 cerclagem@cerclagem.com.br
 Comentários da autora  / Entrevistas Fale conosco




© Todos os direitos reservados a ERIVANE DE ALENCAR MORENO. Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que as fontes sejam citadas.
© Copyright 2010 

ATENÇÃO: as informações disponibilizadas neste site e fornecidas através da newsletter do site CERCLAGEM  têm propósitos orientadores, e não representam um substituto para aconselhamento e/ou tratamento médico especializado.



  Site Map