Sap_vermelhoRepouso durante a gestação - Para quem indicar?


Talvez se o repouso absoluto tivesse sido indicado quando engravidei do meu terceiro bebê, eu não o teria perdido com seis meses de gestação.

Alguns médicos indicam somente a circlagem. Já outros, indicam a cerclagem junto ao repouso relativo e para outras, o repouso absoluto. Há uma controvérsia entre os médicos (ginecologistas e obstetras) em relação a isto.

A verdade é que não existe estudos recentes em relação a Insuficiência Cervical. Como não há exame para se detectar o grau da flacidez do colo uterino, podemos ter mulheres com o colo mais flácido do que outras, fazendo com que esta, além da cerclagem tenha que fazer repouso durante a gestação.

Ressalto que isto não é uma regra, pois, se bem acompanhada por um bom especialista, este acompanhará sempre as condições do colo do útero e saberá indicar a melhor medida terapêutica para cada paciente.

No entanto, no grupo Cerclagem, no Facebook/Orkut temos inúmeras histórias em relação ao aumento da medida do colo do útero para as mulheres que se submeteram ao repouso absoluto (o meu é um deles). Já sem o repouso, vários são os casos onde os pontos esgarçaram ou houve dilatação do colo.

Tenho observado que as mulheres que realizam a cerclagem à McDonald são mais propensas a fazerem repouso, o que não é nada agradável nem tão pouco saudável para o psicológico de uma mulher grávida. Sendo assim, porque não tornar de praxe a realização de, no mínimo a cerclagem à McDonald adaptada (com dois pontos), para maior segurança da paciente?

Sabemos que é difícil ficar em cima de uma cama dia e noite. Ainda mais nos dias de hoje onde a maioria das mulheres trabalha fora, estudam, cuidam do lar e tem mil atribuições incluídas em sua rotina.

Por experiência própria, digo que é muito maçante ter que ficar em cima de um leito sem poder se cuidar, passear e nem sequer sair para comprar o enxoval do bebê que está porvir.

Ao saber que terão que encarar repouso absoluto numa próxima gestação, muitas mulheres se questionam se realmente serão capazes de fazê-lo, e acabam se limitando a ter somente um filho, tamanho é o medo de ter que passar por todo esse estresse novamente.

Eu também me fiz muito esta pergunta. Afinal de contas, para uma mulher que sempre trabalhou fora, adorava viajar, dirigir, passear, cuidar do lar, entre tantas outras coisas, eu posso dizer que para mim era muito difícil a idéia de ter que ficar meses deitada em cima de uma cama vendo a vida somente na horizontal.

Bem, mas para mostrar que com determinação e preserverança tudo é possível, vejam algumas fotos da vida que levei durante toda a minha gestação. Espero que a minha experiência possa ajudar tanto as mulheres que estão atualmente passando por este repouso, quanto para as que estão a caminho dele.

Por mais difícil que seja, vale muito a pena!


Pequeno                                          


Dicas para quem está em repouso:

1. Ler livros sobre maternidade.

2. Ver revistas e sites sobre a decoração do quarto do bebê.

3. Fazer mantas, sapatinhos e macacão de crochê, tricô, macramê, etc.

4. Para quem tem TV a Cabo, assistir Discovery Home Health (tem vários quadros sobre maternidade).

5. Ficar na internet o dia todo falando com amigos no MSN ou participando do nosso grupo CERCLAGEM no Facebook.

6. Coma pouquinho e alimentos leves porque deitada a digestão fica muito lenta.

7. Sem a movimentação do corpo dificilmente o intestino funciona. Converse com o seu médico sobre a necessidade de lhe prescrever um laxante. Mas cuidado: não tome uma grande quantidade, pois pode gerar constrações uterinas e tome muita água porque o laxante sem a ingestão de água pode prender mais o intestino.


Gostou? Indique para um amigo.

Tell a Friend




 
 cerclagem@cerclagem.com.br
 Comentários da autora  / Entrevistas Fale conosco




© Todos os direitos reservados a ERIVANE DE ALENCAR MORENO. Todas as matérias poderão ser reproduzidas desde que as fontes sejam citadas.
© Copyright 2010 

ATENÇÃO: as informações disponibilizadas neste site e fornecidas através da newsletter do site CERCLAGEM  têm propósitos orientadores, e não representam um substituto para aconselhamento e/ou tratamento médico especializado.



  Site Map